terça-feira, 21 de março de 2017

Copos e mulheres, diz ele

O Presidente do Eurogrupo disse que os países do sul da Europa não podem gastar o dinheiro em copos e mulheres e depois pedir ajuda.

Bom, quanto aos copos confesso: nunca me dei ao trabalho de juntar os dezasseis selos do Continente para obter copos gratuitos. Quando consegui oito selos, paguei três euros e trouxe logo os copos. Por isso, confesso: gastei dinheiro em copos, mas nunca pensei que isso prejudicasse o continente (o europeu, não o do Belmiro).

Agora, estou fartinha de dar voltas à cabeça para lembrar-me de quando gastei dinheiro em mulheres e não consigo lembrar-me. Estou a ponderar escrever uma carta ao Presidente do Eurogrupo para ver se me ajuda nisso. Entretanto já corri toda a página do «e-factura» a ver se, por acaso, tive o bom senso de pedir factura da última vez que gastei dinheiro em moças, mas não encontro nada. Porém, se o Presidente do Eurogrupo diz que gastamos dinheiro em mulheres, é porque gastamos, pois claro, que ele é que sabe! E eu, que sou uma «maria vai com as outras» também devo ter gastado a minha somazinha para justificar o pedido de ajuda externa. Espero lembrar-me depressa, que não gosto nada de perder o norte aos meus dinheiros...

4 comentários:

  1. A tragédia de não se estar a par da cultura portuguesa e abrir a boca.
    Enganou-se, é mais meretrizes e vinho verde ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahah! O tipo é um parvalhão. Ele devia era provar o vinho verde, que se calhar o resto até já conhece bem.

      Eliminar
  2. Porque na Holanda gasta-se pouco dinheiro nesses dois items.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente. Chega a dar vontade de rir a lata do tipo.

      Eliminar