domingo, 27 de setembro de 2015

O Clube dos Suicidas - o balanço

Andei loucamente a ler três livros e ontem terminei um deles. O Clube dos Suicidas, de Robert Louis Stevenson (o autor de A Ilha do Tesouro), é composto por três contos que estão inesperadamente interligados. A história é profundamente original: um clube de cavalheiros que tem por fim dar uma mãozinha aos suicidas desiludidos com o mundo. A forma como este clube actuava é, também, de cortar a respiração até ao mais convicto suicida do mundo. Os três contos, como disse, mantêm entre si uma relação lógica, ainda que não a percebamos logo pelas primeiras linhas de cada conto que nos apresenta personagens novas que se somarão às que conhecemos logo na primeira história. É, por tudo isto, um livro que se lê de uma assentada e em menos de uma tarde. Infelizmente, julgo que não está editado em Portugal, pelo que temos de nos contentar com a edição brasileira.

Noto que ainda que sejam três histórias de mistério capazes de envolver o leitor, não são tão boas como o romance A Ilha do Tesouro, tão fabuloso que foi com ele que nasceu a figura do pirata com perna de pau e de papagaio ao ombro. Ainda assim, percebe-se a mão do mesmo autor que soube manter os leitores em suspenso com piratas e homens justos numa ilha onde se escondiam muitas riquezas. Com O Clube dos Suicidas sustemos a respiração pelo inusitado da acção e porque ela não termina quando parece que vai terminar. Pelo contrário, vai continuar e só acabará mesmo volvidos três contos. Depois de lerem A Ilha do Tesouro, podem seguir com O Clube dos Suicidas e darão a tarde por bem passada.


2 comentários:

  1. Fiquei com curiosidade, vou procurar. Obrigada pela sugestão!

    ResponderEliminar
  2. Parece-me uma boa sugestão! Mais um para a pilha... socorro =P
    A sinopse fez-me lembrar de outro livro, com uma premissa diferente, mas que aborda o mesmo tema: "A Loja dos Suicídios", de Jean Teulé =)
    ****

    ResponderEliminar