sexta-feira, 11 de setembro de 2015

A Menina Quer Isto LVIII

Embora ainda nem tenha saído nas livrarias, a menina QUER mesmo muito isto. Faço anos daqui a dois meses e dentro de três meses e uns pós é Natal. Mas se calhar não me aguento tanto. Ó meu Deus, o que é que eu faço?!


7 comentários:

  1. Toda a gente fala deste livro com grande expectativa! Acho que também gostava de lhe dar uma olhadela :)

    R: Olha, não te sei bem dizer porque é que aguentei tanto tempo. Tal como disse eu era muito tímida e croma na altura. Continuo a ser croma, mas pronto :p Eu queria mesmo chegar ao fim da praxe. Tenho dois irmãos mais velhos que o fizeram e de certa forma sentia-me triste por não lhes seguir as pisadas. Sempre os ouvi falar daquela época com um sorriso nos lábios.
    Enquanto os meus amigos mais chegados estavam lá achei que valeria a pena o esforço. Tive muita sorte de não ter ficado com mais problemas nas costas, na altura. Quando os meus amigos saíram, e pela maneira como os meus colegas os trataram (colocar de lado, insultar, etc) percebi que as pessoas não valiam nada e saí também.

    ResponderEliminar
  2. Quando entrei na faculdade, não ia já muito disposta a praxes. Mas como na FLUL a praxe era muito "light" (pintar a cara, cantar umas coisas, comer coelho com uma colher de sobremesa...) acabei por ir dois dias. Não fui mais porque comecei a achar que, apesar de não ser uma praxe ofensiva ou pesada, aquela gente não estava propriamente a ajudar-nos na integração.. Para que vejas: não continuei a falar com ninguém que tenha conhecido na praxe. Todas as minhas amizades nasceram nas aulas. Sei que hoje, na faculdade que frequentei, as praxes já envolvem coisas mais pesadas e que nunca ninguém me apanharia a fazer, mas vejo os novatos a permitirem humilhações com todo o gosto. Eles lá sabem. Trajei na mesma, praxei e também me diverti. Mas compreendo que quando se entra na Universidade, a necessidade de integração fale tão alto que muitos prefiram não remar contra a maré. Infelizmente isso faz com que, em alguns casos, as praxes vão "subindo de tom", os limites vão sendo ultrapassados e as pessoas vão permitindo tudo...

    Quanto ao livro, eu continuo a perguntar-me como vou aguentar até tê-lo! Tem D. Quixote na capa: QUERO! :)

    ResponderEliminar
  3. Não sei se o Pai Natal já esqueceu aquela vez em que o puseste em banho maria... Eu se fosse a ti apostava mais no aniversário, ahah ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, já nem me lembrava! Que desgraça fui eu fazer! Espero ser perdoada até lá... :S

      Eliminar
  4. A minha lista mental de "a menina quer isto", nunca está em branco, há sempre uns quantos (mentira, são muitos) em lista de espera. Que tortura, senhores. Humpf.

    Este livro do post ainda não li. Tirando isso, parece que fazemos anos no mesmo mês :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo que sei, este livro ainda não saiu. Mas quando sair, a menina quer. :) Fora este, haverá sempre uma tonelada de livros dentro da minha cabeça a pedir para invadir-me as estantes (que já não podem com mAis nenhum!).

      Sim? Faz anos no mês de Novembro? É o melhor mês do ano. :D

      Eliminar
    2. Ora nem mais, viva Novembro! (modéstia em modo off:D

      Eliminar