terça-feira, 29 de setembro de 2015

De braço dado com meia dúzia de ovos

Há pouco, a seguinte imagem apareceu no meu mural do Facebook e resolvi pôr o seu conteúdo à prova.


Peguei no As Três Filhas da Senhora Liang, de Pearl S. Buck e abri na página quarenta e cinco da edição da Livros do Brasil. Ora, a minha vida amorosa explica-se da seguinte forma:

"Não chegaram só refugiados. Vieram também carregadores com vegetais e fruta, criação e ovos em cestos suspensos de varas atravessadas nos ombros."

Deduzo, pelo que leio, que o que me espera no que ao amor diz respeito será casar-me com uma galinha ou amancebar-me com meia dúzia de ovos. Não sei o que o futuro amoroso me reserva, mas pelas hipóteses será, com certeza, uma decisão difícil

E ja agora, seguindo o mesmo sistema, como vai ser a vossa vida amorosa? Há alguma galinha no vosso futuro? Desde que não seja a minha que eu com galináceos sou para lá de monogâmica... 

5 comentários:

  1. "Saiu do sofá e correu em direcção à avó, tomando-a pela cintura."
    A minha vida amorosa, aparentemente, roça o incesto. Me-do!

    ResponderEliminar
  2. Grande coincidência, o livro que tenho mais perto é também de Pearl S. Buck, "The good Earth". Fiz a experiência, pois parece que a minha vida amorosa tem a ver com uma criança gorda e feliz e mais-não-sei-quê do peito materno.
    Cruzes credo canhoto.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta metodologia bastante científica resulta numas vidas amorosas que são de fugir!!!

      Eliminar
  3. O livro que eu tenho, neste momento, mais perto de mim, é o Código de Processo Penal. Acho que vou passar o desafio... xD
    Mas olha, isso pode querer dizer que o teu Moço se poderá, no futuro, dedicar a plantar coisas na varanda, ao lado de um galinheiro ilegal, ahahahh!!
    ***

    ResponderEliminar