quarta-feira, 3 de julho de 2013

O problema do «'tar»

Na oralidade até podemos todos dar cabo da primeira sílaba do verbo «estar». Não devíamos, mas é mais forte que nós e a maioria dos seres humanos (os lisboetas então é uma loucura) acaba por dizer «'tava» e «'tão» a toda a hora. Agora, transferir isso para a escrita é de bradar aos céus e vocês não fazem ideia da quantidade de miúdos que escrevem o verbo «estar» sem a sua primeira sílaba. É um erro doloroso de ver porque creio que toda a gente sabe que não existe o verbo «'tar» e, como tal, não podem existir coisas como «'tavam». Oralmente já é banal, mas por escrito fere e muito.
 
O Camões deve «'tar» às voltas lá na tumbinha dele, seja lá onde for...

1 comentário: