domingo, 21 de julho de 2013

E agora uma Viagem a Portugal

Depois do monumento que foi o Cem Anos de Solidão, li A Relíquia, do nosso génio Eça de Queirós, e dei umas belas gargalhadas. Aquele Teodorico Raposo e os diminutivos com que recheia o texto são de babar. 

Por agora começo este Viagem a Portugal, de José Saramago, ainda na velhinha edição "cor de ovo". É uma boa altura para percorrer o país nas palavras do nosso Nobel. Começo pelo norte e quando der conta já estou em banhos de sol no Algarve. Vai saber-me bem esta viagem a Portugal. 

Em banho-maria está o Caligrafia dos Sonhos porque não me cabe na carteira. Sou uma desgraça. Mas vou acabá-lo, podem ter a certeza!


Notinha: A imagem desta capinha nova (não gosto nada: preferia as antigas) saiu da página da Wook, como bem se vê.

2 comentários:

  1. Também acho as capas mais antigas mais bonitas. Boa viagem e boas leituras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às novas considero-as muito berrantes e, por isso, muito pouco de acordo com o que o autor era. Felizmente tenho poucos livros assim: só os Cadernos (textos do blogue da Fundação), A Viagem do Elefante e o Claraboia. Nesses não dava para fugir.

      Boa semana! :)

      Eliminar