segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Menos meio gato

Tenho dois gatos Bosques da Noruega, que são animais com o pêlo semi-longo, mas o de um não tem nada que ver com o pêlo do outro. O da gatica é lisinho, raramente faz nós e, quando faz, é porque ela andou a coçar-se demasiado. Já o dele... É o inferno! Este gato precisa de ser escovado todos os dias e mesmo assim cria nós monumentais no pêlo. No ano passado tive de tosquiá-lo todo. Este ano, quando vier o tempo quente, vai ser só a barriguita que é onde ele tem nós. No resto do corpo tenho controlado a coisa com o Furminator e o pente que normalmente se usa para as pulgas (aqui serve para desfazer nós). Mas a quixotada serve para mostrar-vos o abuso. Tenho passado diariamente o Furminator (pente para retirar o pêlo morto e solto) no bicho e todos os dias fico com a mão como fiquei hoje e como podem ver pela foto. É uma brutalidade! Se isto fosse linho egípcio já tinha conseguido fazer dois ou três pares de lençóis. 

Sempre que pensarem em arranjar um gato ou um cão com o pêlo compridito, lembrem-se desta imagem e pensem se arranjam tempo na vossa vida para se dedicarem a esta tarefa.


1 comentário:

  1. Sei bem o que é.
    Os pêlos davam para encher almofadas.

    ResponderEliminar