quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Eu até comentava, mas...

Acabei de ler na página de Facebook da SIC Notícias que uma das ideias do Senhor Trump para travar os ataques armados em escolas consiste em... armar os professores e dar-lhes formação para defenderem os alunos em caso de ataque. 

A ir para a frente, é a medida que faz com que os professores batam no findo do fundo. Serão uma espécie de mártires-seguranças. Uma coisa destas não cabe na cabeça de ninguém que não esteja enlouquecido. Como professora, só posso suspirar e revirar os olhos por alguém ter sequer uma ideia assim. É mesmo não compreender a profissão, as escolas, o ensino, e ver a questão da segurança completamente pelo lado errado. 

Haveria muito para dizer sobre o facto de alguém poder achar que os professores devam/queiram andar armados nos seus locais de trabalho, mas além de estar com pressa acho isto tudo tão estúpido que deixemos o assunto por aqui. 

3 comentários:

  1. Eu não sei onde vamos parar. Assusta-me estarmos num mundo assim e, pior, ter governantes como Trump à frente de super potências. Quando ele foi eleito, fiquei estupefacta. Entretanto, achei que mais tarde ou mais cedo, os americanos iam percebem o tremendo erro que fizeram ao elegê-lo mas... o tempo passa e ele continua a tomar decisões completamente incompreensíveis!

    ResponderEliminar
  2. Não vale a pena... porque um dos maiores lobbys (lobbys ou lobbies, não tenho a certeza) é o das armas. O que é triste pois bastava colocarem um controlo nisso e esse tipo de coisas já não acontecia...

    Tenho "Perguntas & Respostas" lá no Reino... faz uma visita ;)

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderEliminar
  3. Li a notícia ontem (logo) de manhã.

    Trump é um homem do Renascimento, está visto, sabe tudo sobre tudo.
    Uma ideia de génio, não sei como nunca havia sido pensada. Há-de ser tão ou mais eficaz quanto o segurança armado da escola que nem entrou no edifício para ajudar os alunos.

    A Casa Branca afirma ter fundos, um milhão, para treinar e armar professores. Para isto há fundos, para os sem-abrigo, para o "sistema" de saúde (mental!) e muitos outros etcs, é que não há. Então, há que haver prioridades.

    ResponderEliminar