quinta-feira, 17 de abril de 2014

Obras

Hoje, por misericórdia divina, não trabalho. Estou, portanto, na caminha. E perguntam vocês: e por que raio estás tu na cama a escrever uma quixotada? Nada mais simples de responder: porque neste prédio fazer obras virou moda, independentemente da hora ou do dia. Chega a ser espantosa a quantidade de papéis que aparecem nos elevadores a informar do início de novas obras. Há um na entrada do prédio que informa que "no dia dezassete de fevereiro iniciar-se-ão obras" no apartamento tal tal. A coisa é de tal forma aborrecida e demorada que alguém, na semana passada, acrescentou à mão nesse mesmo papel a exclamativa frase "Já não se aguenta!"  Pois não, claro que não. Façam obras à vontade que eu acho muito bem. Quem trabalha no ramo precisa de ganhar uns trocos. Mas, por favor, esperem pelas nove horas para dar início aos trabalhos. É que com tanto barulho, um dia de lazer passa a assemelhar-se bastante a um dia de trabalho. Só me falta ouvir garotos aos berros para me sentir a trabalhar. Caramba!

2 comentários:

  1. E uns tapões para os ouvidos?! Existem uns maravilhosos maleáveis!!

    nadinhadeimportante.blogspot.pt

    ResponderEliminar