terça-feira, 10 de maio de 2016

Mar de desgraças

Cada vez que vejo o top de livros de uma grande livraria dá-me uma coisinha má. Aquilo é o mais vendido?! A sério que de tudo o que é possível comprar, é mesmo aquilo que mais se vende?! Bestsellers "delico-doces" e estupidamente cor-de-rosa, livros e mais livros de dietas, auto-ajuda ("o excremento", como diria Eça) e coisinhas afins. Não se vê um clássico, um autor de inequívoca qualidade literária. Nada. É doloroso.

Num país onde praticamente não se vendem livros, o que se vende não é o que é bom, mas o resto. E pelo caminho ficam frases maravilhosas, histórias bem contadas, talento diluído num mar de desgraças.

4 comentários:

  1. uma palavra: twilight (sim só uma porque o twilight foi o culpado pelo 50 shades lol)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é verdade. Ainda não percebo como pode alguém gostar daquilo. Realmente, os níveis de exigência estão no zero.

      Eliminar
  2. Hoje é o dia de quem está onde tantas vezes não está mais ninguém! Hoje é o nosso dia: Feliz Dia Internacional dos Enfermeiros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma profissão que merece tanto respeito e que normalmente, tal como a minha, anda pelas ruas da amargura. Mas todos sabemos que bons enfermeiros, bons professores, bons médicos, bons bombeiros, entre outros, fazem toda a diferença. :)

      Eliminar